Novo algoritmo do Google: saiba como minimizar os impactos!

A tecnologia digital é um recurso-chave para o funcionamento de diversos negócios, especialmente no que diz respeito à experiência de compra do cliente e, por consequência, a sua rentabilidade. E um dos principais componentes para o funcionamento dessa tecnologia é o algoritmo do Google.

Esse conceito já é bem distribuído entre o público, sendo ainda mais importante para o planejamento de negócios e para proporcionar a melhor experiência de atendimento e compra aos seus clientes. Porém, ele também é um sistema dinâmico, o qual passa por algumas mudanças de tempos em tempos.

Se você quer manter seu desempenho, precisa acompanhar essas alterações e saber como usá-las a seu favor. Acompanhe e entenda melhor o que é o algoritmo do Google, como ele funciona e como mudou.

O que é o algoritmo do Google?

O conceito de algoritmo vem da matemática, se referindo a um conjunto de regras que, quando aplicadas a um número finito de dados, permite a solução de um problema. Dentro da informática, ele diz respeito a um conjunto de regras que são aplicadas a grupos de dados para encontrar uma solução. Outra forma de entender esse algoritmo é como uma série de regras básicas que permitem a identificação de padrões.

Por exemplo, o algoritmo usa um conjunto de regras para definir quais páginas são mais compatíveis com os termos de busca usados. Com o tempo, essas regras são alteradas de acordo com mecanismos de feedback e com as ações da própria empresa.

Como esse algoritmo muda e como afeta seu negócio?

Os meios específicos pelos quais o algoritmo do Google muda são bem variados. Porém, o mais comum é que ele mesmo “aprenda” com base em algumas de suas regras. Por exemplo, se uma das métricas de desempenho for “número de cliques”, então o algoritmo vai adotar ou modificar regras que contribuem com o aumento desse número, além de abandonar regras que não contribuem com esse valor.

Digamos, por exemplo, que você tenha uma campanha de marketing de conteúdo e, para isso, precisa que suas páginas sejam mais atrativas para o algoritmo. Nesse caso, terá que entender suas regras e quais critérios são favorecidos no momento. Porém, daqui a algum tempo, essa mesma estrutura não terá a mesma efetividade.

Como minimizar o impacto dessas mudanças na experiência do cliente?

Naturalmente, algumas dessas mudanças impactam também a experiência do cliente, que não terá a mesma facilidade para encontrar certos produtos ou informações que você oferece. Por isso, é importante estar atento a essas alterações e modificar o conteúdo de suas páginas.

Também é uma boa ideia realizar testes comparativos com diferentes conteúdos em suas páginas. Dessa forma, você saberá também qual modelo apresenta a melhor performance de captação e satisfação do público. A qualidade do conteúdo, por exemplo, é um fator cada vez mais importante.

O algoritmo do Google é um mecanismo extremamente complexo e fluido, sendo bem difícil de compreender por inteiro. Porém, com um pouco de atenção e experimentação, você pode usá-lo para prover a melhor experiência de compra para seus clientes.

Tem mais alguma dúvida sobre o algoritmo do Google ou como ele funciona? Então, deixe um comentário logo abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.